10 de fev de 2012

Minuto do leitor: Um Dia Serão Apenas Cicatrizes...

Difícil mesmo falar de um sentimento que ainda vive em mim, um amor que talvez não tenha ido embora ainda, é como mexer em uma ferida em aberto que a qualquer momento pode sangrar, porque ainda dói, não sei como falar de nós se é que existe nos dois, pois é uma historia que envolve tantos sentimentos, tantas idas e vindas, mas infelizmente essa é uma historia que só vive em mim, na minha cabeça, porque pra você já passou, você já escreveu uma nova historia com um novo alguém, já eu to aqui ainda tentando escrever uma nova historia na qual o personagem principal não seja mais você, tentando ainda superar todas as magoas, e frustrações que um dia você me causou, me pergunto todos os dias como um relacionamento tão curto pode causar em mim esse reboliço todo, todo esse impacto, mais de tudo que você me fez, não posso deixar de lembrar as coisas que aprendi contigo, do quanto eu sou forte, do quanto eu sou persistente, sim eu sou forte, porque depois de tantas coisas que vi, ouvi, li, continuo aqui em pé, me demonstrando feliz, mesmo quando meu coração só chora, descobri em mim uma pessoa capaz de tantas coisas, capaz até de continuar te amando depois de todo esse tempo, depois de tantos acontecimentos, me lembro como ontem, das coisas que você me dizia, e me apego nessas lembranças para amenizar nem que seja um terço dessa saudade toda acumulada dentro de mim. Espero um dia poder olhar você com ela e não sentir nada espero realmente não sentir absolutamente nada por você, nem amor, nem ódio, nem magoa, espero me lembrar de você como quem se lembra de um colega do jardim de infância, aqueles que agente nunca vê, e que quando vê, lembramos que existe, que um dia conhecemos, mas que já não importa mais, espero um dia poder amar alguém, como amei e amo você, mais espero também que seja um amor correspondido, um amor recíproco, aqueles que todo amor que se da , se recebe, olha logo eu aqui uma pessoa com tantas marcas, falando de amor, isso prova a você mais uma vez o quanto eu sou forte porque mesmo depois, de tudo continuo esperançosa, esperando da vida um novo amor, uma nova historia, continuo com a esperança de olhar para traz ,e ter a certeza de que tudo que eu podia fazer por nós eu fiz, eu te amei, amei sim e pronto, aceitando todos seus defeitos , todas suas manias, espero também olhar para tudo o que passou de tudo que aconteceu e lembrar daquela ferida que um dia tanto sangrou e que um dia será apenas uma cicatriz, uma cicatriz que um dia foi um ferida , que um dia sangrou, mais que cicatrizou que eu olho e toco, que eu me lembro , mais que eu já não sinto, já não dói.

Por: Rebeca Almeida

Um comentário:

Quem nunca altera a sua opinião é como a água parada e começa a criar répteis no espírito.
( William Blake)


Movimente a sua, faça-nos refletir e reflita sobre o que leva como verdade absoluta.


Nasci em um domingo de primavera ás 21:00 do dia 29 de Setembro de 1991. 1 mês antes do previsto e regida pelo signo de libra.Apaixonada por livros, séries, músicas, flosofia e tecnologia. Espírita Kardecista. Blogueira por amor e futura webmaster por formação. Nasci na selva de pedra mas meu lar é onde os pés encontram o mar e o sol tocar a pele. ♥ (+)