29 de ago de 2011

Perfeitinha


Você é perfeita, educada, inteligente e engraçada, vai encontrar um cara que te mereça e faça feliz.
( Espera ai, eu sou perfeita e você está querendo me jogar nos braços de outro homem? Como assim? Que tipo de homem é você ? Trate de me prender ao teu lado, anda, segura minha mão e diz que não me solta por nada neste mundo, segura minha cintura e me deixa protegida ao teu lado, me esconda dos olhos invejosos que vão tentar tirar minha perfeição de você.
Quem foi que te disse que eu espero outro homem para me fazer feliz? De onde você tirou a ideia de que eu estou aqui perdendo meu tempo com você quando na verdade existe outro homem por ai que me mereça mais que você? Acorda, entre tantos milhões de homens eu escolhi você para compartilhar de toda minha perfeição, eu escolhi o teu sorriso e os teus olhos redondinhos, quis o teu abraço e as tuas mãos junto as minhas, não faz sentido jogar a perfeição que temos juntos para lados opostos.
Não faz isso, não deixa eu sair por ai dividindo meu bom humor, minha educação e inteligencia com outro homem, não deseje que eu tire de outro os sorrisos que eu sou capaz de fazê-lo dar. Isso não funcionaria.
Você sabe tão bem quanto eu, que não deseja ver meus sorrisos em retratos com outro cara que não seja você, não quer minha perfeição e minhas mensagens em outro celular que não seja o seu, não quer mais meus textos escritos para outra pessoa que não seja você e acima de tudo, não acha que outro cara me mereça mais que você, afinal, somos iguais.
Tanto elogio para colocar um ponto final? Que sentido isso faz? Ninguém abandona tamanha perfeição. Sou Perfeita e você pretende me trocar? Escolher outra? Que diabos você está fazendo, onde enfiaram seu juízo ?
Você já provou o gosto de me ver escapar pelos teus dedos, me viu saindo por ai sem dar pista nenhuma de que sua falta era tamanha que minha vontade era ficar dentro de casa esperando por um sinal seu, minha perfeição não permite que eu me renda assim. Por algum momento acreditou que eu te esqueci e por alguns dias não fiz questão de desmentir, deixei que você pensasse assim, eu aprendi que não confirmar uma suspeita desperta sentimentos ocultos e funcionou, você sentiu minha falta e desejou que eu estivesse por perto. Tem certeza de que vai abrir mão disso? Olha lá, uma hora o pássaro voa e não retorna pra gaiola hein. )
  Eu não sou tão perfeita assim, minha educação com certeza não é as das mais usadas como exemplo, mas no entanto, talvez você tenha razão, vai ver eu encontro por ai outro cara, que queira manter todas essas qualidades ligadas a ele. Foi bom você me alertar, boa sorte, agora minha caminhada se inicia. Nos vemos por ai, eu com outro cara, você com ela. Tomara que não doa em você quando ver meu sorriso ao lado de outro, como doeu em mim ver o teu.

23 de ago de 2011

Dizendo adeus.


As vezes a gente confunde estar acostumado com a presença e a comodidade de uma relação, com amar o parceiro. Eu já passei por isso, e descobri a pouco.  Depois de ter perdido a pessoa que eu julgava o amor da minha vida me apeguei a lembranças boas, fazendo desse amor um ciclo infinito de lamurias por não conseguir encontrar motivo nenhum para uma relação tão perfeita ter acabado. Não era perfeita, nunca foi, era uma fase infantil de ambas as partes sem comprometimento nenhum, sem respeito, sem fidelidade e noção alguma de compromisso. Naquela época era o mais sério que conseguíamos ter e eu não reclamo disso, tudo acontece na sua devida hora. 
O fato é que depois de vê-lo seguir a vida e iniciar outro relacionamento - aos meus olhos - de maneira totalmente oposta do que tínhamos o orgulho feriu e então era automático julgar todos os sentimentos que vinham a tona quando via e falava com ele era amor, mas não era. Era posse, costume e orgulho ferido, mas amor passava longe.
Eu passei tantos anos dedicando meus sentimentos para essa pessoa que achava que o ciumes, a magoa e a vontade de estar ao lado dele não passaria nunca e que era um absurdo ele ter me deixado no auge da minha paixão para com ele, mas ai coloquei na balança todos os acontecimentos do ultimo ano e entendi que não havia saída melhor se não, deixa-lo.
A tempos o foda-se estava ligado, as brigas emendavam-se uma na outra e a questão de agradar um ao outro era praticamente zero, dar satisfação sobre os atos era um pé no saco e pedir satisfação era pior ainda, ele já não fazia questão de esconder seu descontentamento em estar ao meu lado e eu tapava os olhos para não enxergar cada vez mais meninas ao redor dele e piadinhas desnecessárias vindas daqueles que diziam-se amigos dele. Isso arrastou-se por meses, até que uma briga definitiva colocou um ponto naquilo que chamávamos de namoro, longo por sinal. Sofri, como sofri, faria qualquer coisa para ele voltar, mas não me mexi porque tenho para mim que se alguém termina a decisão deve ser respeitada e repensada somente se a mesma propor tal ato. Ele não propôs. 
Me mantive apaixonada por ele até poucos meses atrás, por puro costume. Outras pessoas entraram na minha vida, poucas delas conseguiram tocar meu coração, mas tocaram. Quando ama-se não há espaço para que outros aproximem-se tão intimamente, foi ai que percebi que todo aquele amor não passava de uma mania. Uma mania estupida de me manter em sofrimento constante e coração arrasado. 
É bom ter alguém pra dizer: eu amo, mas não é necessário. Fiz dele alguém por quem meu ego gritava necessidade pelo simples fato de já ter sido tão meu que eu não era capaz de enxergar seu amor compartilhado com outro alguém que não eu. Eu achei que jamais chegaria em casa gritando que enfim toda aquela loucura tinha chego ao fim, que toda aquela dor por ter que ve-lo partir porque era de outro alguém terminaria, achei que seria incapaz de soltar as lembranças e deixar que ele partisse de uma vez, pelo costume de te-lo sempre na minha vida, por ter sempre alguém para pensar nos dias de estresse e saber que sempre teria alguém para dar uma escapada e vir me ver, mas consegui, como o despertar da bela adormecida o encanto acabou repentinamente. 
Não se assuste se essa for a ultima vez que escrevo sobre ti, mas este é mais um costume que devo perder. Existem tantos outros sorrisos lindos por ai que decidi olhar a volta. Diga à aquela que jura ser seu amor que não se preocupe mais comigo e mantenha a caminhada dela cega ao teu lado, uma hora o véu cai, diga que ela não precisa ter pressa, um dia muita coisa fará sentido, assim como fez pra mim. Se preocupa-se tanto com ela, cuide, nada é eterno e você deveria saber disso a muito tempo, suas mentiras e desculpas não terão mais eficacia num espaço curto de tempo, tome cuidado. Se a ama, não deixe-a escapar assim como fez comigo.
Costume não é amor e eu estou deixando o meu para trás.

20 de ago de 2011

Tão cedo pra se acabar

Queria saber como escrever sobre nós dois, mas não consigo. Travo porque falar de você é como me descrever em uma versão masculina, com estatura baixa e um vocabulário recheado de gírias. Eu nunca fui boa em auto descrição, paciência, talvez falar sobre o furacão que você causou no meu dia a dia faça mais sentido.
Espalhar por ai o quanto nos demos bem, mesmo quando em menos de uma semana já tínhamos brigado pelo menos três vezes por ciumes e coisas bobas, foi bom, mas da mesma maneira como iniciou, colocamos um ponto final. Abruptamente, sem muitas delongas, apenas virando as costas e deixando para trás encontros de duas semanas que tinham sido válidos por meses, tive de criar coragem para apagar suas mensagens do celular e mudar seu apelido nos contatos para finalmente incluir teu nome e sobrenome - que era pra não restar duvidas de que tinha chego ao fim -, a ultima mensagem fiz questão de guardar por uns dias, para sempre que sentisse saudade abrir e ler aquele: É sério sim.
Doeu. Mas ao mesmo tempo, abri as mãos para deixar que você partisse, pedi para que escolhesse o que lhe trouxesse mais felicidade porque queria ter certeza de que aquele sorriso com os dentes da frente levemente separados estaria sempre estampado no seu rosto de olhos redondos que eu adoro. E não é que você foi mesmo? Bambeou, se confundiu todo e até achou que me adorava tanto que seria capaz de me escolher, se enganou e eu me enganei por algumas horas também, mas depois tive certeza de que era ilusão, que você iria embora e você foi.
Segui por dias brigando com todas as minhas amigas, contrariando-as quando diziam que eu estava apaixonada e que se você fosse embora eu sentiria sua falta, batia o pé e dizia que não, quando você virou as costas pedi desculpa para todas, porque o tempo toda elas estavam certas. A semana passou lenta e sua falta crescendo, bati na mão umas quarenta vezes por ter pego na carteira louca para colocar crédito no celular e te ligar, evitei me manter online para não ter que ver as declarações de amor que ela escrevia para você e acima de tudo para não ter que encarar o momento em que você quisesse ser meu amigo. Não queria te responder, nem contar que sinto sua falta para parecer menos sentimental e mais durona, claro que não funcionou, no seu primeiro Oi meu coração disparou e a saudade veio em palavras, percebe?
Eu disse que algumas coisas não devem ser explicadas para não complicarem mais o que já está tão confuso, mas tenho que confessar: Queria teu carro estacionado no meu portão, você de pólo e aquele cabelo lisinho todo arrepiado encostado na porta, abrindo os braços quando eu pulasse o portão, dizendo que sente minha falta e que é bobagem querer ficar longe. Queria você andando de um lado para o outro quando fala porque é tão ligado no 220 que não consegue se manter parado por muito tempo, queria você em uma fila qualquer me mandando mensagem no celular perguntando o que eu quero mesmo eu estando sentada na sua frente. Queria sair do trabalho e ter que dar um pulo no shopping para comprar seu presente porque teu aniversário já tá ai batendo na porta ou esperar o sábado todo para você passar na avenida e me mostrar a linguá enquanto eu trabalho louca de vontade que a noite chegue pra poder ficar com você.
Essas coisas não devem ser confessadas assim tão facilmente, com outra pessoa talvez eu me mante-se calada, mas com você as coisas funcionaram de maneira diferente, rápido demais e agora não sei como frear. Me segurem, antes que eu atropele meu orgulho. Mão aberta, vai, pode ir, tomara que você seja feliz.

9 de ago de 2011

Ao infinito e além.

Gabriela Camargo, na próxima a gente espera que você esteja presente. Amamos você.


Acordei com uma felicidade que não parece minha, na janela um céu azul, no espelho um sorriso largo, no celular uma mensagem e uma ligação perdida. Bom dia,
A agitação chegou no melhor momento, eu sabia que valeria a pena tanta espera. Dessa vez não vou falar sobre as dores de um coração remendado, me recuso, quero espalhar a alegria, o bom humor e um amor infinito que se prova verdadeiro a cada dia. E olha que eu não me refiro ao amor próprio, esse eu descobri a mais de um ano.
Um amor companheiro, leal e atencioso, daqueles que a gente passa a vida inteira procurando. Eu demorei mais encontrei, esteve o tempo todo ao meu lado, demorei pra perceber e por mais incrível que isso possa parecer esse amor habita seis corações femininos. É desnecessário dizer que os seis corações são das melhores amigas que alguém poderia ter.
Não nos resta mais duvidas, é infinito, deixaremos isso marcado na pele para nunca esquecer que alguém sempre nos espera, seja em qualquer situação, existe sempre um ouvido, um ombro, um abraço e um afago no cabelo disponível. Não somos inseparáveis, porque ser amigo não é desgrudar, mas somos leais, somos uma família. Deus deu a cada uma de nós uma família linda, mas possibilitou que escolhêssemos outra tão linda quanto.
Eu nem sei se esse tipo de sentimento se agradece, mas eu tenho certeza de que quero estar ao lado delas todos os dias, a cada tombo, cada novo namorado, cada copo de cerveja, viagens e desabafos. Descobri em cada coração um refugio recheado de alegria, elas são meus anjos em forma humana, não abro mão disso por nada e por ninguém.
Não quero que isso soe como clichê porque nossa amizade está longe de ser, mas te-las ao meu lado faz de mim uma pessoa mais forte, tive que aprender segurar minhas magoas para ouvir as delas, conter meu sorriso quando elas tinham vontade de chorar, sorrir quando elas me imploravam para conter as lágrimas. Aprendi a me doar e a recompensa com elas é perfeita, tenho amor espalhado em seis corações e guardo um pouco de cada um deles no meu peito, é completo. Queria poder dizer o quanto acho o sorriso de cada uma delas especial, definir as qualidades de todas e os defeitos também porque não? O espaço é pequeno pra tamanha admiração, mas quero agradecer por cada pedaço da vida de vocês que compartilham comigo e por deixarem que eu compartilhe a minha vida com vocês. Por serem carrancudas quando necessário, mais por me abraçarem quando preciso de consolo. Vocês são lindas, por dentro e por fora e sou abençoada por ter deixado que vocês ocupassem um espaço tão grande dentro do meu coração.
Tomara que tenhamos sabedoria para eternizar de verdade toda essa amizade e que num futuro olhemos para trás e nos orgulhemos da historia que construímos. Obrigada pelos sorrisos lindos que todas vocês colocam na minha vida, eu tenho certeza de que aguento qualquer tombo se no fim do dia puder desabafar com vocês. Amo todas, cada uma de maneira unica.

Nasci em um domingo de primavera ás 21:00 do dia 29 de Setembro de 1991. 1 mês antes do previsto e regida pelo signo de libra.Apaixonada por livros, séries, músicas, flosofia e tecnologia. Espírita Kardecista. Blogueira por amor e futura webmaster por formação. Nasci na selva de pedra mas meu lar é onde os pés encontram o mar e o sol tocar a pele. ♥ (+)