8 de abr de 2011

Aposentada do amor ou nem tanto assim.

 
Tenho mania de emendar um relacionamento no outro e nunca me vi planejando no singular, era sempre plural. Uma coisa descontrolada, os relacionamentos se emendavam quase sem querer, sem perceber. Ficava uma, duas, três vezes e quando via já não ficava com ninguém além daquele ser.As decepções eram sucessivas e as marcas cada vez maiores, foi dai que eu criei um bloqueio emocional involuntário. Já faz um pouco mais de um ano.
A historia começa bacana, dura alguns meses até que a frase celebre vem: Namora comigo? - Game over, perco o encanto.
Foi assim com o príncipe mais que encantando que entrou na minha vida e eu deixei escapar. Até hoje ouço minha mãe lamentar pelo quão burra eu fui, ela repete todos os dias sobre como ele era bom comigo, atencioso, lindo, gentil e educado. Perfeito eu diria ou pelo menos quase isso.
Depois do príncipe o sapo apareceu - eu não sei se devo chamar ele de sapo ou palhaço, porque até hoje não consegui definir - baixei a guarda, ele era engraçado e humor sempre me contagiou, dizia-se pacifico como eu e não gostava de balada. Quanta conversa fiada, seria perfeito se não fosse pesada demais a bagagem que ele trazia: Ex-namorada e um amor reprimido atrás de tantas criticas que ele fazia à ela. Mesmo assim, paguei pra ver e a conclusão é que tomei no cu - desculpem o vocabulário baixo mas não encontrei nada que definisse melhor o acontecimento -  porque no fim das contas a ex-namorada dele era uma maluca que vivia me atormentando com um bombardeio de infantilidade e uma cara de sonsa para convencê-lo de que eu era a bruxa da historia, ele por sua vez era todo prestativo e atencioso, tão atencioso que chegou a ligar para a menina na minha frente. Imaturo e sem perspectiva de futuro e eu já com meus vinte anos esperava mais de um cara de vinte e dois. Acabou, só não sei se foi graças a Deus ou a maluca que conseguiu de volta o namorado preciso que só ela enxerga. 
Depois dessa confusão toda, parei. Dei um tempo para mim e acima de tudo para o meu coração, coitado já estava batendo devagar de exaustão por ter visto tanta palhaçada e malabarismo. Se eu quisesse palhaços procurava namorado em um picadeiro, por enquanto estou dispensando.
Eu me tornei exigente demais quando o assunto é dividir a vida ou alguns anos dela com alguém, não pode ser com qualquer um. Não dá pra abrir os segredos, a essência, os planos e sonhos para alguém que mais dia menos dia resolve que a ex-namorada é o amor da vida dele ou que a fulana que ele conheceu no farol é atraente. Pensando essas coisas as vezes concluo que é melhor ser sozinha e não correr o risco de quebrar o coração de novo.
Mas se a cara não for dada à tapa e o coração entregue nunca mais serei completamente feliz por dividir um edredom vendo um filme no sofá com alguém e sem isso, qual a magia? No fim das contas sou uma romântica incurável que ainda assiste filmes de amor e anota as frases que me fizeram chorar.
Só não sei se é mais difícil lidar com o bloqueio ou com a minha inconstância, isso eu deixo por conta de vocês.





Deixo aqui registrado nossa indignação e orações pelas famílias e crianças do Rio de Janeiro.

10 comentários:

  1. Seguindo vc =]
    tenho compromisso agora qdo eu voltar eu comento sobre o post ;)
    mtooo triste c/ o que aconteceu
    com aqueles adolecentes "'(
    beijão

    ResponderExcluir
  2. tsc tsc eeee thamires...

    ResponderExcluir
  3. As vezes é bom ficar um tempo sozinho, também sou um romântico incurável, mas acho que o amor pra mim agora é só aquele dos livros, dos filmes e das músicas, morro tentando acreditar nisso porque secretamente eu torço pra que apareça aquele amor...mas de uma coisa eu sei, não é bom namorar ou ficar alguém porque se precisa daquela pessoa, mas sim porque se quer aquela pessoa.

    ResponderExcluir
  4. por isso eu digo sempre... eu estou viuva, estou sozinha e quando vem aqueles momentos fossa, me emociono mesmo...
    sou romantica incorrigivel...

    ResponderExcluir
  5. O melhor vc já esta fazendo e com certeza por algum motivo os outros sapos não te mereciam.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o post, me identifiquei muito... nunca encontrei o principe ainda só sapos e palhaços também hehe
    As vezes a melhor coisa é dar um tempo mesmo, pensar e ver o que realmente vale a pena, cuidar mais da gente !
    E dp, um dia há de aparecer e até pra ser feliz tem um preço e devemos mesmo dar a cara a bater!!
    Beijos :D

    ResponderExcluir
  7. Primeiramente o blog é maravilhoso ,sempre passo aqui para ler e me emocionar...Eu sou romantica também ,e entendo tudo que vc já passou e passa ainda por um amor,só de vc ter coragem de escrever ja sou sua fã,pois sofro mt por um amor que só me faz sofrer.

    ResponderExcluir
  8. Adoro blogs com histórias para contar... bjs Zí
    www.casadazi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Que post lindo *-*

    Os Meus Ideais, está disponibilizando de uma série de selos, vai lá e pegue os que puder!

    http://bruhworspite.blogspot.com/2011/04/selinhos.html

    Bjss

    ResponderExcluir
  10. Oieee!
    tdo bem?
    tem um selo pra vc no meu blog *-*

    beijo

    ResponderExcluir

Quem nunca altera a sua opinião é como a água parada e começa a criar répteis no espírito.
( William Blake)


Movimente a sua, faça-nos refletir e reflita sobre o que leva como verdade absoluta.


Nasci em um domingo de primavera ás 21:00 do dia 29 de Setembro de 1991. 1 mês antes do previsto e regida pelo signo de libra.Apaixonada por livros, séries, músicas, flosofia e tecnologia. Espírita Kardecista. Blogueira por amor e futura webmaster por formação. Nasci na selva de pedra mas meu lar é onde os pés encontram o mar e o sol tocar a pele. ♥ (+)