14 de mar de 2011

Feito pedra.

" Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura " Será? Quando a pedra em questão sou eu, não levo muita fé de que o ditado se concretize.
Orgulhosa ao extremo as vezes deixo de colocar para fora todo o sentimentalismo que um dia aqui existiu. Em pequena reflexão procurei aqui dentro a menina que enfrentava qualquer muralha quado estava apaixonada. Onde foi parar aquela menina doce que dizia " Bom dia " à seu amado todos as manhãs ? Malditos cafajestes que sem dó assassinaram mais uma daquelas que acreditava incondicionalmente no amor.
Dias e dias de questionamento e nada, não encontrei a esquina em que perdi a doçura, não sei em que buraco enfiei a ousadia de dar a cara a tapa.
Bate - gritei - mas bate forte que é pra ver se pelo menos chorar eu ainda consigo, pra ver se sou capaz de revidar ou se até minha coragem foi roubada. Já passou tanto tempo desde a ultima vez em que me vi entorpecida de amor que já nem lembro mais a sensação do coração batendo forte feito escola de samba, mãos suando e borboletas no estomago.
Eu gritei e quase implorei pra não perder o único que me fez sentir verdadeiramente todos esses sentimentos, mas ele foi embora e levou pedaços de mim que até hoje não foram capaz de se refazer.E ai, petrificou.
Pobre desses que tentam tirar de mim um sorriso sincero e despertar uma paixão descontrolada aqui dentro, em vão. Presentinhos, surpresas ao fim do dia, um jantar aqui, uma bebedeira ali, promessas aqui e os meses passando e nada daquela loucura de amar voltar. Nada disso me surpreende.
Mas depois de tanta sujeira, tanta mentira, traição e o que é pior, desrespeito prefiro não acreditar em promessas que já ouvi outrora. Eu te amo para sempre e nós vamos nos casar só fazem sentido pra quem prefere fechar os olhos e fingir que embaixo do tapete a relação continua limpinha tanto quanto aparenta.
Essa frieza toda não me agrada, eu quis desesperadamente encontrar um outro alguém,mas desisti. Deixei nas mãos da vida encaminhar o rumo desse coração que por tantas vezes se sentiu esmagado.
Hoje, me basto. E pra falar bem a verdade me sinto orgulhosa de pela primeira vez na vida poder dizer que não preciso de homem nenhum ao meu lado pra sentir que minha felicidade é completa. Perder uma historia, um amor e os planos que eu fazia questão de inclui-lo me fez amadurecer e entender que me amar antes de amar outra pessoa é muito mais necessário.

13 comentários:

  1. Nossa fikei bolado com o texto, tão foooorte! Mas eh uma verdade, com sentimentos nao se brinca!

    de uma passadinah no meu blog! será um prazer sua visita!

    http://deunatellha.blogspot.com/
    beijos!

    ResponderExcluir
  2. ''Eu te amo para sempre e nós vamos nos casar só fazem sentido pra quem prefere fechar os olhos e fingir que embaixo do tapete a relação continua limpinha tanto quanto aparenta.''

    Como é que pode? Nossos corações sentem o mesmo, percebem o mesmo, fogem juntos.
    Entendo perfeitamente cada palavra que aqui você escreve e você sabe bem que sim.
    Amar verdadeiramente é para poucos. E nós sabemos disso, pagamos caro por tanto sentimento.
    Pagamos caro e demos nossa cara a tapa ao mundo para encontrar novos amores. Tentamos sim, sem a ajuda do nosso coração e daqueles que roubam nossas atenções, não nos querem deixar seguir. Fingem seguir a vida, ainda são capazes de sair como os 'Don Juan' da história. aahh eu te entendo e como entendo.
    Que este orgulho e amor próprio que tem nos envolvido só aumente.
    E a cada dia tenhamos mais forças para expulsá-los de vez, sem os deixar nem ao menos bater à porta. E que por vontade própria, nosso coração se esqueça. Amém.
    Eu te amo e estou contigo sempre. s2

    ResponderExcluir
  3. Pois você está certíssima.
    Dizem que quando você ama uma pessoa, você passa a perder o amor próprio.
    E isso está muito longe de ser bom
    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  4. nossa q texto foda, mt bom hein! adorei a sua forma de se expressar

    ResponderExcluir
  5. A verdade é que se chega a um limite... Daí percebemos quando devemos parar e mudar.
    Primeiro devemos nos bastar... depois virá o amor!

    ;D

    ResponderExcluir
  6. 2 gatinhas
    ótimo texto
    bom blog
    parabéns
    <>
    visite-nos e comente tmbm
    gostando siga e avise que retribuiremos
    se seguir deixe o aviso no comentário
    deixando o seu link para retribuirmos
    <>
    grato
    <>
    http://mikaelmoraes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. gostei bastante do texto, você escreve muito bem!.
    Tem meme pra você no meu blog!!
    Bjus e obrigada pela visita no meu blog!!

    ResponderExcluir
  8. "Hoje, me basto."

    E isso já é o suficiente.

    ResponderExcluir
  9. Sou como você e gosto. Prefiro ser assim. Nunca me apaixonar, nunca me apegar a ninguém. E não ser atingido por nenhum sentimento.

    ResponderExcluir
  10. Isso é verdade.
    Quem não se ama não pode amar alguém... se não acaba que nem esses cornos suicídas, na boa...


    bj
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  11. tipo eu também acho assim, que não precisamos de alguém romanticamente para sentirmos que a felicidade está completa.
    sucesso

    ResponderExcluir
  12. Adorei o blog e o texto!
    de fato antes de amar alguém devemos nos amar... :)
    estou seguindo!
    beijinhos

    www.rebucomcafe.blogspot.com

    ResponderExcluir

Quem nunca altera a sua opinião é como a água parada e começa a criar répteis no espírito.
( William Blake)


Movimente a sua, faça-nos refletir e reflita sobre o que leva como verdade absoluta.


Nasci em um domingo de primavera ás 21:00 do dia 29 de Setembro de 1991. 1 mês antes do previsto e regida pelo signo de libra.Apaixonada por livros, séries, músicas, flosofia e tecnologia. Espírita Kardecista. Blogueira por amor e futura webmaster por formação. Nasci na selva de pedra mas meu lar é onde os pés encontram o mar e o sol tocar a pele. ♥ (+)