28 de nov de 2010

Deixa assim, do jeito que tá. E o que tiver que ser será...

Sinto uma dor, carrego comigo tanta coisa.
Prestes a explodir me faço tantas perguntas...
Me responde uma coisa?
Por que eu não sinto ódio de você?
Por que toda esta raiva vai e vem? E mesmo quando você aparece eu ainda fico trêmula e até não querendo, o vento me empurra até você?
Por que todo o passado se faz mínimo quando nos abraçamos?
Por que eu fico só relembrando cada segundo que passamos juntos, e por que parece que ninguém é capaz de suprir toda esta falta?
Por que você me cobra tanto sem ao menos termos nada?
Por que me procura constantemente e me faz perder a força, dia após dia, como se estivesse esperando o momento certo...
Não me julgue, por favor, não é fácil rejeitar tuas ligações, não é fácil apagar as mensagens, sem ao menos lê-las, que mostra teu nome como rementente.
E me dói ignorar ou fingir não reparar em todo o teu esforço.
Você não sabe o quão difícil é fingir ser forte, o quão mentirosa estou sendo comigo e com todos a minha volta.
Se soubesse a dor de segurar cada lágrima.
Não pense que é só com você, eu também estou sofrendo.
Ainda tenho que prestar contas comigo mesma, com meu coração, tenho que lhe mostrar o certo, aprender a conviver com a razão. Aprender a nos dizer um 'não'.
É tão dificíl, não é por não te amar, é simplesmente por te amar tanto...
É simplesmente por sofrer tanto por te amar.
Eu preciso de você, e todas as noites que você não dorme, eu derramo minhas lágrimas junto a ti, mas não posso mais..
Amar não é aceitar tudo, pense nisso.
Eu prometo que este amor ainda está aqui, por favor, não me pessa para provar, apenas acredite.
Apenas confie.
Não pesso que me espere, pesso apenas que não me esqueça.
Eu estarei aqui sempre, mas não mais disposta.
Eu prometo te amar, mas não mais te aceitar.
Eu só espero em Deus, espero tua felicidade e que seja somente feita a vontade Dele, por que a nossa já não mais o bastante.
Só te amar não é o bastante.. não pra mim!

7 comentários:

  1. Oieeee, vc chama isso de blo abandonado???? Naum mesmo...

    Aproveito a oportunidade pra dizer q gostei muito do formato do seu blog e da maneira como vc trata os assuntos.

    São ótimos textos, continue assim que vai ser sucesso sempre!

    Saiba q vai ser sempre bem-vindo ao meu blog!

    Abraços

    http://publicidadesportiva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Tantas perguntas e poucas respostas, é assim que funciona.
    Mas mesmo sem saber as respostas, a gente vai aprendendo.

    Obrigada pela visita querida, beijos!

    ResponderExcluir
  3. Não sei qual das flores escrevinhou este belo desabafo, mas me vi já nesse momento, exatamente nesse ponto, onde se quer ter raiva, e ódio, pra que vire tempestade, passe logo e o sol volte, e o abandono então do mormaço, do céu nublado. Toda sorte do mundo, é o que eu desejo. E força também, muita fé. Pra curar de vez, é necessário.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  4. A grandiosidade do amor está em se saber reconhecer o lugar que ele deve ocupar em nossas vidas. E infelizmente, ele nos traz sofrimento. Basta sabermos aproveitar da melhor maneira o que ele nos mostra.
    Vanessa, força e tranquilidade nesse coração (se o texto for de cunho pessoal).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Sou sua fã... incrivél com você escreve tão bem... te amo para sempre... beijos ;)

    ResponderExcluir

Quem nunca altera a sua opinião é como a água parada e começa a criar répteis no espírito.
( William Blake)


Movimente a sua, faça-nos refletir e reflita sobre o que leva como verdade absoluta.


Nasci em um domingo de primavera ás 21:00 do dia 29 de Setembro de 1991. 1 mês antes do previsto e regida pelo signo de libra.Apaixonada por livros, séries, músicas, flosofia e tecnologia. Espírita Kardecista. Blogueira por amor e futura webmaster por formação. Nasci na selva de pedra mas meu lar é onde os pés encontram o mar e o sol tocar a pele. ♥ (+)