9 de ago de 2010

Terceira pessoa do singular!

Acredite, pensei e repensei muitas e muitas vezes antes de escrever cada linha aqui. Não que eu ache que você não mereça a atenção e o mimo de ter um texto inteirinho escrito só para você. Mas é que desde o dia em que você cruzou meu caminho procuro na minha pequena lista alguma palavra que consiga definir você. FODA é assim que você se autodefine.
Mas depois de procurar e nem sequer chegar perto de alguma coisa desisti, não quero definir você. Pelo menos não ainda, não agora.
Você me perguntou olhos nos olhos qual o seu maior defeito, calada permaneci porque ainda não encontrei e isso não significa que te acho perfeito; longe disso tenho a plena consciência de que o defeitos mais cedo ou mais tarde vão aparecer, tanto os seus quanto os meus. Mas não faz mal a convivência trás intimidade e consequentemente os defeitos.Eu já repeti algumas vezes que: uma coisa leva a outra.
Você com essa sede de viver e beber tudo em uma golada só, atropela a minha mania de calmaria, delicadeza e fazer as coisas devagar,uma a uma. Não me importo, você me empurra e eu te seguro.
Complementares, talvez assim seja a maneira correta de nos definir, mas acho cedo demais para falar sobre nós ou definições. Pra falar a verdade acho cedo para tudo, cedo para estar escrevendo sobre você mesmo sem citar em momento algum quem você realmente é.
Quando disse da maneira mais doce o quanto acha importante tudo isso permanecer assim, meio secreto, meio 'todo-mundo-já-sabe' mas vamos fingir que não, fiquei desconfiada mas depois entendi que realmente é melhor.Descoberta, intimidade, conquista e tempo.
Eu já te contei que tempo é minha palavra preferida? Não? Pois é, repita tempo, vê como ela soa deliciosamente assim como ' conquista'? Tempo e conquista são duas coisas das quais precisamos agora.
De vez em quando me pego pensando o quanto teria sido bom ter cruzado com você antes, antes de todos os nossos traumas, nossas desconfianças e decepções, mas isso tudo fez parte do nosso aprendizado enquanto pessoas que entregam-se demais ou que simplesmente dão-se a chance de amar, confiar e respeitar. O preço talvez seja alto, acho que paguei caro algumas vezes por escolha minha.
Mas eu não posso deixar de lembra-lo sobre todos os sorrisos que você é capaz de tirar do meu rosto em uma noite, apesar do medo em estar assim tão deliciosamente próxima de alguém devo confessar que você torna isso mais fácil. Sintonia, é o que temos.
Nunca soube guardar segredos tão bons quanto você e eu, mas esse é um segredo-não-secreto que faz bem ao ego, nesse momento entendo que você tinha mesmo que entrar em cena só agora.
E antes que isso aqui pareça uma declaração de amor - ou paixonite - vou logo alertando que deixo essas duas coisas para bem depois, por enquanto quero você aqui perto, simples assim. Só perto.Com o doce sabor de novidade, onde tudo ainda é puro. Sem brigas, desconfiança, pegação no pé e todas aquelas coisas que as pessoas atribuem à uma relação.
Você me faz bem e eu alimento seu ego de vez em quando e por enquanto isso basta.
Ficamos combinados assim, seremos o aconchego um do outro, o simbolo de carinho e atenção, o hoje e quem sabe um dia o amanhã. Seremos assim, simples.
Um beijo, daquela que sorri ao dizer seu nome.

17 comentários:

  1. muito bom, vc escreve muito bem!
    deu ate vontade de me apaixonar!( como sempre!kkk)

    beijoss, e visitem tbm o nosso blog, acho q vcs vao gostar! ;)
    Jéssica.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog!
    Já estou seguindo para ficar ligada nos posts! ;)
    Depois passa no meu, se gostar... Segue lá!
    www.anotadonocaderno.blogspot.com
    ;*

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo texto, Thamires! É perceptível o sentimento brotando à medida em que leio cada palavra. É um texto doce, suave e que traduz todo esse momento que acredito que você está vivendo!
    xD
    É tudo tão simples e tão real que flui de uma maneira incrível!

    ResponderExcluir
  4. Oiii, que texto lindinhio! É muito bom esse 'inicio' de saber quem a pessoa é! Eu gosto! Eu sinceramente queria ser assim, deixa a paixonite pra bem depois! rsrsrs, gostei muito do post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ai como eu queria, como você diz que não é paixonite, conhecer outra pessoa e sentir todo este inicio de novo. Ver que não importar cobranças, ciúmes e brigas a toa. Um beijo aqui, uma ligação acolá para saber se está tudo bem e tudo fica ótimo. Espero que este momento que você está vivendo dure, dure muito, pois você merece muitos outros amores, muitos outros que te deixem assim suspirando e colando teus pensamentos em outro nome, um nome que te faz bem. Alguém que te quer bem. Eu só te desejo o melhor e você sabe, amei o texto *-*
    Beijos de quem tanto te admira! :D

    ResponderExcluir
  6. Muito bem escrito adorei. deu para lembrar como é se apaixonar verdadeiramente :)

    ResponderExcluir
  7. O texto está lindo demais, gosto quando as pessoas escrevem com sentimento... Dá todo um significado e tal.
    Um beijão, linda.

    http://viciose.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Que lindo. O finalzinho me fez chorar, quando falou do sorriso. Eu não sou calmo como você e meus textos são tão estranhos. Adorei tua forma de escrever. Eu também já escrevi no Blog para um determinado alguém e ele acabou lendo e meu Deus, mudou tanta coisa. Assim como você eu costumo colocar alma nas palavras. Boa sorte com sua relação. Meu último post também é para meu amor. Se quiser ler seja bem-vinda.

    ResponderExcluir
  9. seus texto são muito bom
    tenta posta diarimnt

    ResponderExcluir
  10. Podia ser sempre assim né? Com gostinho de começo todos os dias =D

    Ihhhhh, tem alguém apaixonado nesse blog UAHAUHAUHAUH

    Bjaum!


    www.suportedamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Por mais que hoje eu não esteja pra romance, nem preciso dizer que o amor é lindo, aquece o coração e nos faz sentir bem, sempre. Sem definições, é melhor ainda, aquele frio na barriga, aquela vontade de ser feliz em conjunto, sem se importar apenas consigo mesmo. Lindo mesmo, gurias!
    Me tocou aqui, e quase chorei.
    Beijoca!

    ResponderExcluir
  12. Caraca,amei o texto....
    é como se a paixão me invadisse lendo esse texto :D
    Passei a seguir

    Visita/segue o meu blog por favor???

    www.rimasdopreto.blogspot.com
    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Texto lindo, parabéns pela forma como escreveu...

    ResponderExcluir
  14. Ah, adorei. Esse negócio de começo de paixão... Poxa. kkk Acho que não existe nada melhor. E você escreve de forma muito gostosa, parabéns.
    Aliás, gosto muito do blog de vocês.
    :D

    http://soubeepolar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Bom, já comentei esse texto.

    Passando pra dizer que indiquei seu blog ao selo de ouro. Espero que goste!
    =D
    Beijos!

    http://palavrasaouniverso.blogspot.com/2010/08/blog-de-ouro.html

    ResponderExcluir
  16. Geeentee, ameeei isso aquii!

    O melhor de tudo é poder me identificar com o que você escreve! Está entre os meu preferidos!
    Permanecerei aqui! Mega beijo! :D

    ResponderExcluir

Quem nunca altera a sua opinião é como a água parada e começa a criar répteis no espírito.
( William Blake)


Movimente a sua, faça-nos refletir e reflita sobre o que leva como verdade absoluta.


Nasci em um domingo de primavera ás 21:00 do dia 29 de Setembro de 1991. 1 mês antes do previsto e regida pelo signo de libra.Apaixonada por livros, séries, músicas, flosofia e tecnologia. Espírita Kardecista. Blogueira por amor e futura webmaster por formação. Nasci na selva de pedra mas meu lar é onde os pés encontram o mar e o sol tocar a pele. ♥ (+)