14 de ago de 2010

Carta para você!

Hoje não vou escutar nenhuma música. Hoje ficarei somente sentada à frente do computador, digitando e me perdendo a cada palavra.
As músicas me tiram o ar por que sempre me lembram alguém, alguém que vem com lágrimas.
Alguém que ainda acha que tem o direito de me ligar e importunar, acha que tem o direito sobre meus passos meus beijos e abraços.
Resolvi escrever uma carta á ele: (Vamos dar um nome, que tal Brad?? rs)

Olá.
Querido Brad, passo noites e dias pensando em você, as noites doem mais, relembro de cada detalhe de teu rosto, mesmo com a barba mal feita! Peço ao me cerébro incansalvemente que se desligue, mas você está ali, grudado ao meu lado na cama, perco noites tentando te tocar, é muito inapalpável, é impossivel.
Choro e meus olhos a dias estão fundos. A cada bar que entro, a cada esquina que viro, a cada homem que conheço, e digo homens, em cada rosto, você está ali presente, acabando com a única possibilidade que eu procuro de sorrir.
E quando chego em casa você está lá, no mesmo posto, me esperando para dormir. Me olha atentamente, faz carinho nos meus cabelos para que eu durma, mas como? Se quiser que eu durma faça o favor de ficar do lado de fora do quarto pelo menos.
Fico ali, te olhando e você idem. Perdida em lembranças, boas e ruins. Já tentei até te bater, mas não deu, que pena, você merecia seu traste que roubou minha insanidade.
Você ao menos fala, te pergunto o por quê de tudo isso e você só me olha!
Eu já me acostumei, já não pergunto mais, só observo, cada detalhe em ti já decorado, os furinhos no teu rosto, os olhos grandes com sobrancelhas bem negras, cabelos arrumados para o lado,...já faz tanto tempo e você não se foi, por quê?
Todas as cartas, cartões, presentes, aliança? Tudo no lixo, você me viu jogando, eu precisava disso, você me viu fazendo, porém não impediu, me olhava de uma jeito que me machucava, era dor, ódio e paixão, mas você sentia bem a fundo que eu tinha
razão em fazer tudo isto. Você sumiu por algumas horas, mas logo a noite, para minha infelicidade, estava ao lado da minha cama. Eu te avisei que não teria próxima vez, não haveria mais nós. Você não deu ouvidos. Eu precisava jogar tudo fora e você sabe bem, não me trate mal por isso.
Eu preciso te esquecer, então te peço, vá embora, preciso que essa dor passe, mas você insiste em ficar aqui, diarimente, cuidando de mim, do jeito que eu sempre te quis.
Mas não está me ajudando, está atormentando, dias e noites. Então vá. Eu te imploro, não me pertubes mais.
Eu te amo e como eu queria você aqui do meu lado, mas já é tarde, eu preciso conseguir dormir, então por favor, me deixe. Me deixe viver, me deixe escolher e pare de aparecer nos rostos dos outros.
Eu te quero aqui, aah como quero, porém não quero só a tua sombra, só a tua tentativa de estar aqui, te quero por inteiro, não quero mais viver baseado em sonhos, será que é capaz de entender isso? Não tente ficar ou não comigo, não tente mais nada. Faça. Aja. Não me magoe, não me deixe, não grite comigo, não tenha raiva de coisas fúteis e não brigue comigo. Não me queira e após uma hora me esnobe. Não mude de opinião. Não, não e não. Atitude amor.
Tenho tudo guardado, mas nada ainda que valha a pena ser lembrado, primeiro você deve ser esquecido. Eu preciso de paz. Será que estamos entendidos? Com muito, muito mesmo, amor ,carinho e saudade!
Beijos.
Ei cerebro, esqueça os culpado das lágrimas que ainda ousam cair, incansavelmente. Esqueça as feridas, elas hão de cicatrizar. Esqueça os planos e sonhos e tudo que possa ter sido vivido ou planejado ao lado daquela ilusão. Foi tudo ilusão, ilusão do amor perfeito, ilusão de mudanças, ilusão de amar e ser amada, ilusão de um futuro repleto de felicidade e um passado obscuro a ser esquecido. Sonhar não doi. Doi o tombo ao acordar, acordar e ver que tudo não passou de ilusão. Ilusão, nada mais que o desejo, vontade. Apenas querer e não agir então por que me apegar a ilusão, devo me apegar 

a objetivos, ilusão é o sinônimo de magoa, só pode ser, de imaginação, maldita seja a ilusão então.
Espero que esta carta chegue até você, e que você algum dia desista de me vigiar e me deixe dormir e sair em paz. Você não está ajudando. Está apenas me fazendo te desejar mais e mais. Não me entenda mal, mas eu te quero da mesma forma que você me quer, eu quero te querer desta forma, uma forma de querer que não é o bastante para estarmos juntos. Para respeitarmos. Tenho que te querer desta forma, igual a você. Estão vamos, chega de papo, receba esta carta, e não anseio por resposta, quero que você apenas se vá, saia da minha cabeça! Diga adeus e realmente se vá. Apenas realmente suma.



Update:
Vale a pena assistir depois de ler:



:)

8 comentários:

  1. O problema em ter razão e emoção fora de sintonia é esse; A razão expulsa e emoção aconchega.
    Cabeça grita: VÁ
    coração implora, fica.
    Você sabe que passaremos por isso JUNTAS, assim como você foi meu aconchego, serei o seu !

    Um beijo,daquela que te ama. Xabru!

    ResponderExcluir
  2. nossa eh bem dificil conseguir colocar os sentimentos em palavras como vc fez! parabens
    gostei mt do blog
    passa no meu tb!
    www.aecochata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. A razão e a emoção tem que entrar em um acordo!Sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  4. Linda carta. Diz tanto, e ainda assim, desperta certo mistério. Às vezes, tenho vontade de enviar muitas das coisas que escrevo, à homens que foram frutos de texto, ou me fizeram realmente mal. Mas deixo o blog ali, e se quiserem ler, que leiam. Exalar tudo em forma de palavras, e gorfar sentimentos que já não nos trazem paz, é realmente recompensador.
    Beijoca, gurias!

    ResponderExcluir
  5. Muito bacana o blog , bonito e objetivo
    seguindo ...
    visita

    www.artedoblogueiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Texto perfeito, um verdadeiro fluxo de consciência, gosto disso!
    E o melhor de tudo é poder me identificar com o que li.
    A forma como você escreve é bastante peculiar!
    Ahh, o layout ficou ótimo! :D
    Parabéns!
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  7. Nem sei o que dizer, falar de sentimentos é tão difícil e expulsar alguém da nossa cabeça é mais ainda. Adorei o nome fictício que você deu. rsrs E eu adoraria assistir ao vídeo, mas a net não deixa. Gosto de 'O Teatro Mágico'. Fui em um show só, mas foi o suficiente.
    Beijos!

    http://viciose.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Linda a carta! Me tocou muito, sabias palavras! Parabéns! Aaah mudou o bg do blog, ficou lindo *-*

    ResponderExcluir

Quem nunca altera a sua opinião é como a água parada e começa a criar répteis no espírito.
( William Blake)


Movimente a sua, faça-nos refletir e reflita sobre o que leva como verdade absoluta.


Nasci em um domingo de primavera ás 21:00 do dia 29 de Setembro de 1991. 1 mês antes do previsto e regida pelo signo de libra.Apaixonada por livros, séries, músicas, flosofia e tecnologia. Espírita Kardecista. Blogueira por amor e futura webmaster por formação. Nasci na selva de pedra mas meu lar é onde os pés encontram o mar e o sol tocar a pele. ♥ (+)