30 de jul de 2010

Passando a limpo...


A folha em branco está preparada para um desabafo..
Mas será que eu estou pronta para desabafar?
Tudo é muito convidativo, as lágrimas, a solidão, todos já dormem..
Eu preciso mais é de conforto, estou segurando a louca vontade de correr pros braços de alguém e chorar sem segurar sequer uma gota.
Eu me quebro, que dia péssimo, me valeria mais não ter acordado hoje.
A folha em branco já contém alguns rabiscos, talvez eu rabisque a noite toda, que tal? Isso me distrái e as vezes eu dou risadas no canto da boca me achando uma boba por perder o tempo com isso.
Desenho um coração, a se todo esse amor fosse transformado em ódio, eu já não estaria mais aqui, você já não estaria mais aqui.
Não são mais tantos rabiscos, resolvo virar a página, o verso na verdade, e começo a desenhar mais corações, pontos de interrogação vão surgindo, de pequenos vão se tornando enormes e ocupando cada vez mais espaço na folha que já não está mais tão límpida, rabiscos, riscos, folha completamente suja, frente e verso, como o meu coração.
Folha nova? Não, vamos parar de brincar, meu coração não é assim! Te amar é algo tão inapalpável, tão incerto e pertubador. Sofrer com ou sem você? Já nem sei qual me dói mais.
Não dá pra controlar algo assim, não tem sentido existir isto dentro de mim. Ei, vamos parar de rabiscar meu coração, errar e passar uma borracha qualquer.
Me torci, me refiz, me inventei, mudei e nada foi o bastante para você me amar incondicionalmente. Você ainda não esta aqui por inteiro.
De ótimo a péssimo, é assim, uma montanha russa, totalmente descontrolado este nosso amor. Me pergunto por vezes por que ainda estou aqui, me chingo incansalvemente, sua burra. Desde quando estamos nesta situação? Desde quando não nos respeitamos, ouvimos? Desde quando não confiamos? Será que um dia confiamos verdadeiramente? Desde quando estamos juntos por inteiro? Já estivemos assim?
Não adianta mais procurar tudo isso, não vamos encontrar, já foi tempo perdido demais. Preciso de forças, já menti demais para mim mesma, me enganei, perdoei demais e finji demais, sabendo que não teve verdade em momento algum, chega de mentir, eu quero acordar, alguém me belisca eu preciso sair deste pesadelo, quando é que virou sonho?Alguém me conta? Ei coração, por que eu nunca quis enxergar?
Eu já procurei demais a verdade, encontrei só mentiras. A saudade vai machucar, a vontade vai doer, mas o meu mundo já desabou o bastante hora de refaze-lo.
Entre rabiscos em cima dos rabiscos antigos, escrevo frases que não podem ser lidas, aquelas que ficam guardadas comigo, escrevo entre letras grandes e grotescas até as pequenas cansadas.
Se eu te amasse um pouco menos quem sabe. O infinito é a única coisa que consigo olhar quando estou perto de você, me distraio entre pensamentos de saudades e a vontade de correr pra longe. O que é isso que estamos fazendo? O que estou fazendo a mim mesma?
Olhar pra longe me salva, evita te olhar e fingir que aceito teus defeitos, não aceito a algum tempo, não aceito mais suas manias, já não me descem mais, seu vicio com coisas futéis, não, isso não é pra mim. E ao te olhar vejo um menino, totalmente despreparado para qualquer que seja o assunto, principalmente, despreparado para estar ao meu lado. Não me imagino sem você, porém não lhe vejo mais em meu futuro. Você diz incansavelmente que eu estou em seu destino e em seu futuro, então venha cá meu amigo, escute, para colhermos um bom futuro é necessário plantarmos hoje boas coisas. Você é como terremoto em forma de paixão.
Vou inventar outras mentiras a mim mesma, vou mentir que te esqueci, e gritar algo para que todos saibam. Vai doer, muito. Vai ser dificil, mas é hora de inventar uma mentira que me traga boas coisas no futuro. É isso. Vou mentir. Finjir que tenho novos planos e que está fácil recomeçar. Vai tomar minhas noites, minha paz, meus sorrisos falsos continuaram aqui, hora ou outra cairam lágrimas, mas que caiam, vou mentir pra mim mesma que elas não estão ali e ninguém jamais saberá, muito menos você. Vou dar uma basta nesta solidão a dois. Cansei de esperar a vida acontecer para nós. Viro a página, folha em branco, tanto frente como verso, límpida, não vou escrever nada ainda, nem rabiscar, vou esperar para contar a verdade nesta, isso, ela será a premiada na hora certa. É chegada a hora, nem que o mundo se acabe, hoje eu quero te esquecer, bye bye menino.

29 de jul de 2010

Tudo assim, de uma vez.


Uma musica agradável ao fundo, com alguma letra que me faça refletir a cada frase. Uma taça de vinho e meu computador com uma pagina completamente em branco aberta bem a minha frente.
Convidativo demais para uma pseudo-escritora,linhas a serem preenchidas com toda a complexidade que dentro do meu peito instalou-se. Um papo furado aqui, outro ali, uma cantada mau formulada, algo banal, ajudar alguém aqui, ouvir outra acolá.
Dar conselhos, gosto disso, me sinto útil, principalmente se sentir que foi válido. Mas nunca, jamais quero que seja levado como verdade absoluta, tento só colocar-me na situação e pensar como se estivesse vivendo aquilo,mas não é uma coisa fiel já que quando me coloco na situação não coloco os sentimentos então fico racional demais.
Racionalidade, acho que é essa a essência que falta em todos os meus relacionamentos, tanto amorosos como familiares e sociais. Esse excesso de sentimentalismo me trás uma séria de decepções e expectativas banais. Sentimentalismo é tão bonito na teoria e tão doloroso na prática, só depois das decepções é que percebemos o quanto ' erramos' por sermos emocionais demais.
Particularmente, me senti por muitas vezes a boba da corte, a palhaça do circo, a malabarista do farol ou como quiserem chamar alguém que se sente mal por ter feito e passado por cima de muita coisa com a única desculpa de 'amar'. Não me falem que por amor tudo se justifica, amar é muito bom, muito bonito, mas amar-se é muito mais sublime, real e necessário.
Quando esquecemos que devemos nos amar começamos a julgar o ato do outro como egoísta, mas não, a pessoa simplesmente se ama antes de amar a nós. E é isso que esquecemos de fazer, quando depositamos todas as nossas forças e espectativas em cima da pessoa que está ali para dividir experiencia, sentimento, momento e amor, colocamos sobre os ombros dela uma carga pesada demais, o que foge completamente da idéia de relacionamento.
Acho os sentimentos que acompanham o 'amor' muito mais importantes e necessários que o amor propriamente dito. Confiança, respeito, lealdade, fidelidade e amizade têm um peso muito maior nessa fase da minha vida. Amor, que não completa não acrescenta.
Algumas coisas e pessoas não valem a pena, não valem seu sofrimento, suas lágrimas, seus pensamentos e seus sentimentos, belisco-me frequentemente para lembrar a menina que mora dentro do meu peito todas as coisas que fogem completamente da idéia de amor que criei. Faço todos os dias com que ela acorde e dê-se uma chance, que abra caminhos, sorrisos e espaço para novas pessoas e oportunidades, nem sempre ela aceita.. Ai é que vem aquela velha idéia de apego.
Menina teimosa, reflete toda sua teimosia aqui no estado físico e as vezes tenho vontade mata-la, mas como já disse... Meu lado emocional é forte o bastante. 

Voltamos, as postagens vão se normalizar daqui para frente.
Cliquem em: curti no topo da postagem, avaliem e comentem.



20 de jul de 2010

Não se compra, não se aluga, não se troca, não se vende ♥

Foi assim, em meio à alguma balada entre amigos,musica e bebidas que te conheci. Não sabia da sua existência, tão pouco do brilho que a partir daquele momento você compartilharia comigo.
Compatibilidade de problemas nos aproximaram, fizeram de nós unha e carne, ouvintes, telespectadoras da vida uma da outra. Alegrias, lágrimas, raivas, risos e desabafos nos deixaram próximas o bastante para descobrir o dom das palavras que ambas possuímos. Juntas, lado a lado compartilhamos linhas de nossas vidas.
Abro espaço para um livro todo em seu nome, linha por linha, pagina por pagina preenchida com a verdadeira amizade que construímos, uma dedicatória sem fim para a única co-autora da historia que o destino fez questão de juntar.
Musicas, poemas, chopps e imaginação, para brindar toda essa amizade.
Seu egoismo e mania de querer mudar tudo a sua volta, chegam até mim como complemento de tudo o que me falta, minha racionalidade junto ao seu sentimentalismo brilham e unem-se.
Se o que temos não é amizade, ainda não descobri então o que nós meros mortais esperamos do próximo.Se não alguém que compartilhe problemas, sorrisos, te entenda, divida um copo cerveja - ou refrigerante caso você não beba - , dê puxões de orelhas e ombro para chorar.
Deixo aqui registrado, letra por letra o meu imenso prazer e orgulho em ter alguém como você Vanessa ao meu lado e poder dizer que nossa amizade é verdadeira, reciproca, inocente - tá, você entendeu rs - e apesar de recente, intensa. Agradeço pelos pequenos gestos que me conquistaram e me fizeram cada vez mais próxima. Os seus problemas são meus, suas lágrimas em mim doem. Estarei aqui, sempre que precisar e sei que também estará.
Juntas continuaremos seguindo,passo a passo juntas e daqui alguns anos espero poder ler tudo o que aqui registrei e ainda sentir orgulho de ter conhecido você.
Obrigada por tudo, FELIZ DIA DO AMIGO, MINHA amiga ♥


Ps¹: O blog passara por alguns dias sem atualização, Vanessa vai para Buenos Aires e eu vou visitar meu litoral querido.
Ps² Este texto entra na categoria: Datas especiais, fugindo um pouco da idéia do blog inicialmente.

18 de jul de 2010

O verso da folha...

Pegue suas coisas e saia, vá embora, suma. Me dá um tempo coração, preciso me recompor, ele se foi e agora vão restar mais dúvidas, saudades e lágrimas, mas finalmente ele se foi! Me dá um tempo coração, preciso respirar, parar de soluçar. Preciso renovar, me apoiar, esquecer.
Me dá um tempo, necessito de ar. Necessito de amor próprio, necessito de ego.
Me dá auto-controle por favor?
Orgulho cadê você?
Sumiram todos, você foi tirando de mim, um a um. Vida, tempo, paciência,... Cada sentimento que eu poderia ter usado contra ti desde o príncipio, você pegou! Pegou não, você roubou, com certeza. Sempre tem seus teatros, suas crises, suas dúvidas, suas inconsequências e nunca pensou em mim, nos meus sentimentos, então, por favor, não me pessa para fazer algo por você, para pensar em você ou em seus sentimentos, se é que você tem algum, ora bolas, suma de uma vez, saia daqui, sai de perto, a raiva está vindo, fico mais consciente, saia logo.
E lá vem a maldita saudade, haja paciência, o quê você quer sua anta? Saudade de que? Eu não mereço isso, mereço algo melhor, então vá embora sua falsa saudade.
E lá vem as lágrimas, podem cair a vontade, caem tanto de raiva como ao se recordarem de coisas boas, podem cair, isso, caiam exageradamente, mas parem daqui a pouco e já podem ir. Vocês me fazem bem, vem com dor e raiva, mas me fazem bem. Se esparramem e vão embora pouco a pouco, dia após dia.
Nem adianta bater na porta dona tentação, não vou ligar muito menos atender, as mensagens serão excluidas e não serão respondidas. Nem adianta vir. Você também pegue as suas malas e caia fora junto com o tranqueira.
Aaaa sim , esta é muito bem-vinda por aqui, pode entrar e se aconchegar, morar se quizer dona festeira. Vire uma borboleta dentro de mim, fique por um bom tempo. Até eu realmente me apoiar em outro alguém.
Venha sol, traga meus sorrisos, eles serão bem recebidos, estarão novamente em casa. Eu preciso deles, não, essses não,, eu quero os da pratileira de cima, os sinceros, esses fajutos eu já cansei. Preciso dos bonitos e brilhantes, ajudaram a dona festeira.
Espero que me valham as visitas boas e que as ruins parem de aparecer.
Que as lágrimas diárias comecem a secar rapidamente e não tenham mais forças para cair.
Que a ausência, a saudade, as lembranças e tudo mais que me leve até você, fique no passado, exatamente lá onde devem estar, PASSADO!
Que você não possa mais influenciar minha vida, tomar minhas decisões ou escolher meus rumos, de agora em diante eu, sozinha, farei isso. Fique longe e faça um bom esforço para que eu nem escute mais seu nome. Sua vida agora não me interessa e a minha interessa a todos que quizerem. Vou me divertir, sorrir, procurar um novo amor! Me sentir bem e principalmente, me sentir verdadeiramente amada. Por que as vezes eu só preciso de alguém para me apoiar e ter forças para continuar.
Ei coração, enquanto não chego lá, me dê um tempo, EU PRECISO VIVER!
Um brinde á nova EU!

14 de jul de 2010

Chuva bate na janela ♪

Gotas d'água pela janela escorrem, lavando a alma do desconhecido que pela minha calçada corre, procurando abrigo contra aquela água límpida que lava a alma.
Aqui, do lado de dentro onde tudo está aquecido e seco desejo por alguns segundos ser aquele rapaz com os cabelos e roupas molhadas pela água gelada que do céu cai, uma maneira de lavar todas as feridas que hoje anestesiadas nem ao menos esforçam-se para doer, girar e sorrir para aquele céu cinzento que apesar de não ser o meu preferido é o que me possibilita refletir do quanto a vida vale a pena.
O vento frio que movimenta as folhas das árvores a minha frente, sopra insistentemente um delicioso convite para dançar junto a ele, levitar como as flores que caem do galho ao chão.Eu que por tanto tempo segurei-me firmemente aos galhos que me estruturavam hoje solto dedo por dedo para cair e sentir o quão firme é o chão abaixo dos meus pés.
Enquanto as gotas caem, o tempo que antes transmitia a sensação de inercia, acelera ajudando cada ferida criar pequenas 'casquinhas', mas por que é mesmo que elas precisam se curar? Ah,sim ia logo me esquecendo, faz parte da vida.
Fim do ciclo, fim das águas que caiam do céu. Céu azul, sol aconchegante, um arco-iris e tudo o que se deseja é que aquilo prolongue-se.
Considerando que cada gota que ali caia fosse uma lágrima, secaram-se todas.O que doía ontem hoje já não se sente, o que sentia-se há dez minutos atrás já fora esquecido.
Engraçado,mas o danado do tempo tem mesmo esse poder de cura, agora quero daqui há dez segundos não sei.E não importa o quão seja grande o esforço as coisas terminam ao seu tempo, abrir-se para as oportunidades que surgem pela estrada faz parte de todo o aprendizado, um tombo aqui, outro ali e o próximo não será tão doloroso acostuma-se com a sensação, torna-se conhecida.
Mas minha ansiedade é como uma mancha de nascença que vou ser obrigada a carregar pelo resto da vida, gostaria de inventar um botão ' delete ' para o coração e algumas lembranças que apesar de não doloridas, ainda assombram pensamentos e sonhos. Contrario os meus instintos, viro a mesa.. Entrego tudo ao tempo, desejo profundamente paz e alegria para o coração. E deixo claro, ADEUS dias de chuva, suma nuvem negra. Já não te quero mais.

12 de jul de 2010

Hora de dançar...


Noite de sábado, estou na balada com o copo na mão, observando e pensando...Pensando em cada detalhe teu, me desligo,....
Se eu fosse escrever um livro da nossa história nos primeiros capítulos todas as mulheres cairiam de vontade de ter um homem como este, depois os leitores iriam cair em  lágrimas junto com os personagens - nós dois -, depois voltariam a rir, comemorar e achar que aquele era o final perfeito para mais uma história de amor, páginas à frente descobririam que não estavam nem na metade, e com mais um vacilo iam querer jogar o livro no fogo, ao desistirem do fogo, iriam ler mais algumas páginas e já cansadas de tantos altos e baixos chegariam a conclusão que não era um livro bom de se continuar lendo e por fim o colocariam em uma prateleira qualquer para um dia em que estivessem com mais paciência terminar de lê-lo!
Percebo que tenho medo de me entregar nesse amor e assumir novamente para o mundo que você é tudo na minha vida. Você não é, mas colocamos em nosso inconsciente que sim.
Tenho medo de acordar e não tê-lo mais. Te devolver para o mundo. Começar a viver sozinha e fazer uma nova história.
Caminhar novos caminhos. Se entregar em novas oportunidades. É o que tento mostrar as pessoas no meu dia-a-dia, mostrar que não dou a mínima para cada passo seu e que as noitadas me fazem te esquecer. Não, não fazem. Nem a bebida é capaz de me transportar para um outro lugar. Nem a música alta me distrai do pensamento que só quér ir de encontro ao teu...
Ao mesmo tempo que em cada rua eu procurava rostos novos que me fizessem esquecer cada traço do teu rosto, procurei o teu entre todos estes.
Procurei teus beijos em outras bocas, não achei.
Procurei sorrisos tão lindos como o teu, não foi possível!
Passam-se dias, ninguém percebe, sou tua.
Vejo por várias vezes nossas fotos, cartas, declarações e nada daquilo faz sentido. Nada hoje faz sentido. Não faz sentido não estar contigo. Escuto as músicas e todas elas só me trazem um nome à cabeça.
Procuro me distrair, escrever, escrever,... Escrever sobre o quê? Vamos pense em um novo tema. Não consigo, todos os temas vão em direção a você.
Vamos então menino, acorde, veja que eu te amo.
Eu estou aqui, será que é capaz de enxergar todo o amor que carrego?
Será capaz de suprir toda essa vontade de estar junto?
Será capaz de me fazer realmente feliz, sem dúvidas, brigas ou ciúmes?
Será capaz de esquecer todo o passado? Eu não!
Eu vou fingir que passou, mas ainda está aqui, cada lágrima que eu segurei, cada desaforo que guardei, cada detalhe que deixei passar. Está tudo aqui, comigo, carregados e querendo explodir.
Quero que fique longe, e ao mesmo tempo lhe quero aqui do meu lado.
Desejo lhe bater e chingar, mas logo quero apenas beijos e abraços.
Quero viver para sempre ao teu lado, concretizar e provar a todos que fomos fortes o bastante, e ao mesmo tempo, quero viver, longe de você e provar a mim mesma que suporto tudo isso.
Ficar ao teu lado, aguentar tudo, te amar loucamente e exageradamente, aceitar os erros e esquecer tudo,...para tê-lo apenas por mais uma noite, sem que existisse passado, eu faria!
Acordei, e toda esta vontade continua aqui.
Cansei de forjar situações, cansei de aceitar desde os vacilos até os perdões, cansei de entregar meu amor e achar que você fosse sincero ao procurar o teu.
Decido continuar a enganar todos, ouvir músicas altas,provocar, beber, procurar, olhar, sorrir, beijar, dançar,...
Decidi chorar escondida, e decido, por fim, parar com essa mania que é você, um vício!
Cansei, estou indo embora, sei que é amor, mas sei que acabou.

Confuso mas ao mesmo tempo tão claro.


Devo confessar que minha real vontade é de transbordar em palavras que com certeza farão eu me arrepender de ter escrito e/ou pensado em tais, tendo a plena consciência disso mudo por completo o rumo dos pensamentos, focalizando apenas naquilo que me agrada e nas coisas das quais hoje trago como certeza.
Certeza numero um: Acabou mesmo, fim da linha.E numero dois: Ainda pior que o nosso fim é o fim do amor.
O apego é uma coisa perturbadora, você tem certeza de que tudo está acabado, estraçalhado, sem concerto e mesmo assim o apego continua ali, você não apaga lembranças, não consegue banir de uma vez a pessoa da sua vidinha mediócre e também não consegue conformar-se de que foi banida da vidinha mediócre dele.
Tenho quase certeza que o apego é meu mal maior, como aquela historia : Não é meu, mas me pertence.
Não
fisicamente, isso não pois nunca me pertenceu.. Mas pertence às minhas lembranças, minha historia e parte do que fui e do que me tornei e isso não é apagado de ninguém por maior que seja o esforço.
Mas voltando à tudo aquilo que me agrada, fico contente em saber que mesmo depois de sentir meu coração esmagado, pisado e estraçalhado - ou como quiserem colocar - sou capaz de criar forças e recolher cada milimetro dele que encontrar e com afeto refaze-lo afim de torna-lo ainda mais resistente. Eu disse resistente e não carrancudo, congelado, frio isso com certeza ele nunca vai ser.
Sentir que os sorrisos voltam a florescer, o brilho dos olhos voltam a chamar de alguma forma a atenção de alguém, sair com os amigos volta a ganhar força e que definitivamente tudo começa a conspirar para que enfim novos corpos, cheiros, lábios, perfumes, olhos e conversas entrem em minha vida. É libertador a sensação de reviver.
Estou indo ali alimentar minha auto-estima e volto em um segundo, assim que senti-la completamente satisfeita com tudo o que é capaz de ser e despertar nas pessoas, assim que conseguir convence-la de que ela é o melhor para alguém, mesmo que esse alguém seja quem está refletida no espelho todas as manhãs.

10 de jul de 2010

Meros desejos


Muitas pessoas vivem em busca do amor perfeito. Procurando aquele amor a primeira vista, aquele mais divertido, quem se encaixe em seus padrões, alto, baixo, moreno, loiro, divertindo, mais tranquilo, baladeiro ou o mais caseiro. Encontram pessoas, que, na maioria, seguem apenas um dos requisitos para ser o pretendente!
Buscamos alguém que nos entenda, faça pelo metade das nossas vontades, pense no futuro ao nosso lado, seja compreensivo, amigo, fiel e dedicado.
Saimos, observamos, conversamos, apreciamos e viramos pessoas detalhistas a cada movimento.
Encontramos pessoas totalmente opostas do que buscamos e aceitamos, aceitamos não, nos apaixonamos.
Deixamos de lado tudo aquilo que buscávamos e nos sentimos confortáveis com o novo futuro que nos aguarda. E ai os requisitos passam a ser meras idéias e vontades.
Passa-se um tempo começa a se exigir tudo aquilo novamente, cobramos, entimamos, brigamos,... E para piorar exigimos que a pessoa mude. Estamos sempre querendo. Aparecerão pares perfeitos, mas nunca nos damos por satisfeitos, sempre exigindo mais, e não apenas as mulheres, TODOS!
Me pergunto por vezes, o que realmente queremos ou buscamos em alguém? Quais são as características que chamam a atenção em ambos e que acabam desencadeando relacionamentos? - claro, tirando as pessoas que procuram carros, dinheiro, e bla blá blá - Oque nós realmente queremos? E o que nos faz mudar de idéia e esquecer todos as normas obrigatórias?
Não encontrar a pessoa certa não quér dizer que ela não tenha passado por você. Alguns sabem fazer o ruim virar eterno, passam por cima de tudo, enfrentam todos os problemas, e criam o tão sonhado 'PARA SEMPRE'. Outros desistem facilmente, esquecem e partem em busca da perfeição, quando, aquele que achava ser não era..! E aí fica minha dúvida, quantos perfeitos essas pessoas terão que achar para saber realmente qual é mesmo 'O Perfeito'?
Chego então a conclusão que não existem amores perfeitos e sim amores possíveis.
Possível de conviver, possíveis de aceitar, possíveis de serem eternos.
E ai nos perdemos em ilusões afetivas e intimidades. O momento em que cada se auto-proporciona vinvenciar momentos de ilusão, sorrisos, deixando que o tempo mostre-nos o que realmente temos ao nosso lado. O que realmente será o futuro. Deixando tudo nas mãos do nosso coração, quando quem comanda de verdade é nosso cérebro e nossas vontades que tornam tudo perfeito.
Nos deixamos cegar por estes momentos e classificamos como eternizados.
Uns eternizam mesmo, outros param de sonhar, e após algumas mágoas, parte em busca de um novo ser humano, perfeito, claro.

7 de jul de 2010

Homens e seus ombros largos


Homens, são os causadores dos meus maiores traumas e minhas revoltas amorosas, mas não existe nada capaz de me arrepiar todo o corpo como os ombros largos que eles possuem.
Não que só os ombros deles me façam arrepiar, homem tem um jeito todo sedutor nasceram para isso. Olhar, mãos, barriga, pernas, bunda, o tom de voz.Enfim o pacote completo.
E deve ser por isso que dedicamos tanto tempo de nossas vidas chorando, querendo, desejando, arrepiando e procurando por um só ser desse.
Eles têm um cheiro todo especial que seduz todas e qualquer uma que sinta o odor doce que eles exalam quando passam por nós.
Quando se está solteira parece que tudo conspira para que você encontre homens que cheiram tão doce quanto sua bala predileta, que têm os olho s claros como a cor do mar de Punta Cana e os lábios carnudos e vermelhos como cerejas. O mundo parece gritar : Olhe em volta, milhares de homens exalando testosterona chamando pelo seu corpo que queima em solidão.
Eles se aproximam, te envolvem entre aqueles largos e quentes braços e faz o mundo todo parar, eles tem esse poder.
E se querem saber, eu me rendo a todos os encantos que eles fazem questão de jogar sobre a minha cara, como um tapa dolorido e delicado.
Desejei príncipes, sapos, lobos-maus, canalhas, sensíveis, amigos, durões, românticos, grosseiros, briguentos, bananas, gritões, calmos, ciumentos, inseguros, seguros demais enfim desejei todos e descobri que um só pode ser cada dia diferente.Meu príncipe virou sapo, o romântico virou grosseiro, o educado um grosseirão e percebi que todos eles mudavam conforme eu mudava.
Por que é que eles são assim? Tão amáveis e tão detestáveis ao mesmo tempo?
Homens vocês me assombram e me deslumbram ao mesmo tempo.


6 de jul de 2010

Péssima Mania


Quem nunca foi a uma entrevista e se deparou com pessoas dizendo que seu maior defeito é a ansiedade? Aliás, quem nunca disse isto? Eu mesma já o fiz, resposta mais frequente entre mulheres.
Entrevistador: -Então, o que você qualifica como seu maior defeito?
Fulana entrevistada: -Aa (aquela pausa e uma olhada rápida para o alto como se não fosse uma resposta decorada), eu sou muito ansiosa, tenho mania de querer resolver problemas rapidamente e não deixar nada para depois.
Bem, eu tenho outra visão sobre pessoas ansiosas, e se eu fosse a entrevistadora, já descartava esses tipos.
Para ser mais exata, o que foi respondido em meu exemplo é apenas um resumo de...
Fulana: -Eu sou muito ansiosa, não consigo esperar que as coisas aconteçam, tenho pressa para que o amanhã seja hoje, tenho um namorado complicado e quando brigamos eu fico com o celular na mão, esperando desesperadamente que ele ligue, e caso ele não ligue dentro de 2horas eu mesma me mostro uma pessoa de iniciativa e resolvo ligar, choro, o culpo e me desculpo, desligo o telefone com ar de 'tarefa cumprida', e para me certificar de que o trabalho foi bem feito, mando milhões de mensagens com muitos 'eu te amo meu amor, você é tudo,...' ligo para dar boa noite e bom dia até senti que está tudo bem e ai sim me dou por satisfeita e volto a ser indiferente. E esta é a forma de resolver os problemas ansiosamente.
Ou então para as solteiras, numa sexta a noite, tristes, sabendo ou imaginando que seu ex está com outra e não te quér mais a resposta seria mais ou menos assim...
Fulana: -Eu sou muito ansiosa e tenho problemas para aceitar certas coisas, sofro tudo antes do tempo e na maioria das vezes eu adivinho, principalmente eu sentia a um tempo que meu namorado ia terminar comigo, e o melhor remédio é ligar para a amiga mais doida na sexta a noite, pegar a balada mais doida ainda, beber até fica locona, beijar quem dér vontade, claro por que eu acho necessário me dar bem com todos, tirar fotos com todos os homens possíveis dentro deste ambiente, por que é sempre bom ter todos os arquivos e ai no dia seguinte, colocar todas as fotos no orkut, com álbum desbloqueado, twittar várias vezes dizendo que a balada foi muito fera e fazer de tudo para que isto chegue aos olhos ou ouvidos do bendito ex. E esta também é uma forma rápida de se resolver problemas.
São inúmeras as nossas formas ansiosas de resolver problemas amorosos. Fazer o quê, somos mulheres.
E muitas irão questionar, rir e debochar do que escrevi, e negar que façam isso, a maioria vai negar, mas muitas, grande parte, já fez isto em algum momento, mesmo que timidamente.
Então, por favor mulheres, vamos nas próximas entrevistas responder que nosso maior defeito são os homens existentes em nossas vidas, afinal, eles ocasionam os desastres e nossa fatal ansiedade.

P.S.: Espero que nenhuma mulher se sinta ofendida pelo o que escrevi, e sejam menos feministas e mais realistas, por que quase todas já tivemos estas fases.

5 de jul de 2010

Fim do conto de fadas.

Por anos esperei pelo príncipe encantado, que faria tudo exatamente como nos meus sonhos, que entenderia quando eu desse alguma indireta e mais ainda quando falasse na lata. Esperei pelo cara que fosse reparar quando faço luzes, troco a cor do esmalte, o perfume e até o shampoo. Encontrei, anos depois o amado príncipe torna-se alguém que prefere pastar com vacas, pescar piranhas e andar com jumentos.
Chego à conclusão de que um lobo-mau é que vale a pena, alguém que não note quando troco de shampoo mas que me leva pra cama e me ama por horas à fio e no fim comenta sobre a calcinha vermelha nova que usava antes dele arranca-la com os dentes. Alguém que não escolha a cor do meu esmalte, mas que seja capaz de me levar ao cinema só para me agradar e logo depois me proponha um jantar à dois em um motel qualquer. Alguém que não entenda minhas indiretas, mas que passe a noite zelando pelo meu sono quando estou doente. Não precisa me achar a mulher mais perfeita do planeta, mas que seja incapaz de encontrar alguém melhor que a mim para fazer comparações banais.
Não quero um príncipe encantado, não precisa de carruajem, nem de sapatos de cristais, mas precisa de atenção, respeito, carinho, lealdade, fidelidade e amizade. Quero um fim de semana em uma praia qualquer, filme embaixo do edredom, pipoca, cinema e jantares.Mas também quero um dose de tequila com a companhia do meu amado, uma noite de sexo selvagem e outra de amor tranquilo, quero puxões de cabelo, jogadas na parede, quero ser lembrada do quanto o satisfaço, mas quero também carinho, beijo na boca e um ' eu te amo' depois do orgasmo.
Passear de mãos dadas, flores, perfumes, chocolates, telefonemas durante o dia, sms, e-mail, recado, depoimento. Quero um amor secreto, mas também espero que o afeto seja publico o suficiente para todas e qualquer uma reconhecer o fato de que ele me pertence.
Quero dominar e ser dominada, quero mandar e ser mandada. Não é tão difícil quanto parece, na pratica tudo isso deve funcionar bem. Quero sentir o egoismo dele em querer mostrar ao mundo que eu pertenço à ele e que meu corpo é todo dele, somente dele. Dormir de conchinha, acordar com algum café da manhã na mesa mesmo não comendo nada quando acordo.
Alguém capaz de entender que tudo isso só vai fazer sentido se a outra metade for ela e que tudo isso perde o sentindo quando ele faz com outras que não eu.
Um lobo-mau capaz de me deixar partir quando sentir que o mesmo não mais me quer, alguém que abra mão de mim mas que não me magoe. Que seja capaz de dizer Adeus de uma vez por todas e que não me faça chorar todos os dias.
Mas caso o lobo-mau não resolva aparecer, pode mandar o príncipe encantado.. atura-lo não será tão difícil.

4 de jul de 2010

Será que você nunca errou comigo?


A inconsequência deu lugar a mais motivos. O ciúmes deu lugar a mais mágoas!
E num ímpeto de raiva e inconsciência - fiz o que mais tinha vontade, porém faltava-me coragem! - apertei a opção 'enviar mensagem' e dei um basta nisso.
Me arrependo, bate a tristeza, mas logo em seguida não dando nem tempo de chorar, me sinto grata por ter o feito.
A minha cabeça cria situações, minha imaginação vai além e eu me machuco mais.
Ao acordar queria que tudo não passasse de um pesadelo e que você estivesse aqui ou me ligasse para dar bom dia. Mas não está.
Não dá tempo de querer mais coisas que já fico mais decidida de que você não merece nada do que sinto. Você pode me amar, mas seu amor não é o bastante para suprir o que eu sinto, eu o amo intensamente, verdadeiramente, sinceramente e infinitamente. É tão forte e intenso, sinto que vai explodir, me machuca, dói,..
Jogar tantos sonhos e planos no lixo não é fácil, parece que esta história, que nós, nunca teremos um fim, estaremos sempre ligados de alguma forma.
Penso em você, a cada passo meu eu tento encontrar teu rosto, fico esperando que esteja na frente da minha casa com flores e toda esta dor passe.
Fico me perguntando repetidamente 'por que só nos amamos, sentimos falta e nos valorizamos quando estamos nessas situações?'
Eu quero me desprender, mas vem a falta, a saudade e só desejo você ao meu lado.
Por que juntos não dá tão certo?
Você decifrou todas as minhas vontades, manhas de menina, vontades, sabe todos os meus gostos, minhas cores favoritas, cada detalhe que nós decoramos, e do nada vem surgindo mágoas, feridas que não se deixam cicatrizar. Vão formando a casquinha e novamente ela é cutucada. Até uma hora em que não sara mais. E aí é preciso um tempo, é necessário que ela cicatrize, renovar. E já que não tenho ajuda, é melhor eu fazer isto sozinha!
Eu só quero que passe, que acabe!
Eu vou sentir falta, não dá para continuar com algo que ambas as partes não se esforçam.
A parte mais difícil é passar por tantas coisas de desistir, mesmo arrependida de não ter dado um basta antes, acumulei, sofri, já chega, vou cuidar de mim, me divertir, te esquecer,...
Mas enquanto a parte principal não acontece, eu vou contanto novamente os dias, numa contagem regressiva nos dias sem você.
''Eu te amei do jeito mais profundo que alguém pode amar outra pessoas, mas eu desisto de você, acabou'' ♫

1 de jul de 2010

Só mais um gole.


Um novo brinde, uma nova torre de chopp de alguns litros, mais uma pequena dose de tequila, algum coquetel inusitado, mais um drink colorido e exótico por favor?
Um gole ali, outro aqui mais um acolá, alegria momentânea, epa, cuidado para não cair. Precisa de ajuda? Se quiser dou-lhe a mão, não se preocupe nosso porre será secreto, ei, xiu, não grite assim, estão todos olhando. Ou grite se quiser não me importo em estar dividindo com você gargalhadas, só não comece a chorar okay? Não tenho o dom para consolar pessoas enquanto estou sobre o efeito do álcool, mas espere... eu disse para... tudo bem,pode chorar estou aqui para ouvir.
Corta essa, desamor é normal não pode ser fatal, tudo bem acalme-se sei que o ama mas espere um segundo... Olhe-se aqui, o que vê refletido? Exatamente, é você, linda como sempre, com olhos azul piscina, cabelos dourados como raios de sol... não, não diga isso, você não está gorda, ta vendo aquele carinha ali? Não tirou os olhos de você desde que chegamos. Sua voz o irrita ? Seu peso não é o ideal para ele? Você é mimada, chata, ciumenta, dependente, enjoada e não admiti mentiras? Tudo bem, não,por favor... lágrimas de novo não, olhe só, sorria.. vê ? Seu sorriso continua encantador.
Consegue levantar? Segure-se em mim, vamos ao banheiro retocar a maquiagem, antes garçom traga mais um chopp.
Viu ? O mundo não parou só porque alguém despediu-se de você, a vida é mesmo assim, começo, meio e fim.Acostume-se muitos outros virão e seu sorriso continuará o mesmo, seus cabelos passaram a iluminar a vida de outras pessoas e seus olhos darão vontade à outro alguém mergulhar em você e descobrir que gosto doce você esconde atrás de todas as lágrimas fáceis que escorre dos olhos sempre que sente-se magoada. Tudo passa, tudo acaba, tudo é fase... é verdade nem tudo funciona facilmente como um mais um, mas e dai? Divida, multiplique e porque não subtrair? Pessoas, mentiras, lágrimas, magoas.. Aconselho que faça uma lista, anote tudo o que lhe fez sorrir durante o dia, espere... vai chorar de novo? Ah, não... me escute..por favor... tudo bem, só mais um gole.
Sente-se melhor? Ótimo, agora preste atenção...limpe as lágrimas e repita comigo: Me amo, me adoro, não vivo sem mim... faça disso um mantra, diga bom dia ao espelho e em seguida repita até sentir que isso é realmente verdade e fundamental. Ninguém, além de você é responsável pela felicidade que dentro do seu coração deve habitar, diga todos os dias para você o quanto é importante para o funcionamento do seu dia. Não seja boa para os outros, seja boa para você, tente se amar e depois esperar amor.
Isso mesmo, um sorriso... era disso que eu estava falando, muito bem, abra a cortina e deixe seu show continuar, porque nessa historia a personagem principal e fundamental é só você !
Ouço aplausos, parabéns você conseguiu, casa cheia, musica boa, alegria contagiante.. percebe? Os que te rodeiam sentem todo o seu bom humor, continue assim.
Isso sim merece mais um brinde..
Um brinde então, a você, a mim e a todas que agora sorriem e abrem as cortinas de seus espetáculos particulares sem cobrarem ingresso. Alegria é gratuita, divida !

Nasci em um domingo de primavera ás 21:00 do dia 29 de Setembro de 1991. 1 mês antes do previsto e regida pelo signo de libra.Apaixonada por livros, séries, músicas, flosofia e tecnologia. Espírita Kardecista. Blogueira por amor e futura webmaster por formação. Nasci na selva de pedra mas meu lar é onde os pés encontram o mar e o sol tocar a pele. ♥ (+)